A Sétima Vítima

| domingo, 31 de outubro de 2010 | |
Há algo de estranho nesta casa... Algo escuro e muito antigo que permanece imóvel, oculto e silencioso. Algo que apenas espera, recolhido nas sombras por muitos e muitos anos enquanto planeja. Vive nas trevas, a tem como seu meio. Somente nas trevas ela pode afirmar o seu poder e se movimentar. Nas trevas, ela tem até o seu próprio nome. Essa coisa habita as trevas desde que alguém tentou invocá-la, há mais de quarenta anos. Porque esta casa tem um segredo, um passado abominável, um ato tão maldoso que é inimaginável... Sete crianças, pessoas sem rostos, um círculo que deve estar completo. E sangue, muito sangue... E uma nova família acaba de se mudar para esta casa. Um garotinho. Um pai de temperamento instável, capaz de perder a cabeça a qualquer momento. Um alvo perfeito. No lugar certo e na hora certa. Talvez porque nada aconteça por acaso, tudo foi calculado desde o início, um plano diabólico, com precisão total e milimétrica, como uma bomba-relógio. A doença do pai, a casa, os círculos, as crianças... A tacada de mestre final lançada das trevas. Agora, só resta o movimento das peças. E a espera.

2 comentários:

dayday Says:
31 de outubro de 2010 15:37

há esse eu vi... muito bom rsrs

Andarilho do escuro Says:
1 de novembro de 2010 19:23

foi tão bom que quando eu vi,estava sozinho em casa,o resto nem preciso falar.

Postar um comentário

Obrigado pelo comentario!!!