Uma viagem sem volta

| quinta-feira, 13 de janeiro de 2011 | |
Em um fim de semana um grupo de amigos resolvem acampar na Serra da Canastra,um lugar muito visitado por turistas durante todo o ano.
Rafael era o mais novo da turma,a sua irmã Débora era a namorada de Tom,um rapaz aventureiro que não tem medo de nada.O resto do grupo era composto por Tim,um rapaz que era o oposto de Tom,pois tinha medo até da própria sombra , tinha também Sara,uma jovem um tanto diferente,pois constantemente ficava deprimida,ela tinha uma queda por Rafael,mas este nunca lhe dava atenção.
O grupo de amigos saiu de Uberaba-Mg no final da tarde,o relógio marcava  quase 17:00,Tim dirigia o carro,sempre muito atencioso a tudo que acontecia  na estrada,ao seu lado  estava Rafael praticamente dormindo,sem se importar com o que acontecia dentro e fora do carro.No banco traseiro estava Tom e Débora se beijando de uma forma muito saliente,não se importando com os outros amigos,Sara estava escutando musicas em seu mp3 e rasbicando alguma coisa em uma folha.
A viagem percorria tranquilamente,apesar de tudo,o grupo de amigos estavam animados para acampar,sair um pouco da cidade,dar aquela relaxada em um lugar tranquilo.Na estrada,Tim vê uma placa informando que a 100 mts havia um posto de gasolina,resolve então parar no posto,pois precisava ir ao banheiro,já não aguentava mais segurar a vontade tremenda de urinar,todos concordam em parar no posto,pois também era preciso comprar algumas coisas para a viagem.Chegam no posto,Tim pede a Rafael para abastecer o carro,pois precisa ir ao banheiro,enquanto isso,Tom,Débora e Sara,entram no mercadinho do posto para comprar algumas coisas.No balcão do  mercadinho estava uma mulher,um pouco descuidada com a sua aparência,mas que era muito bonita,tinha os olhos azuis como o céu,seu cabelo era longo,todo encaracolado,com uma cor muita bonita,apesar de estar um tanto despenteado.Essa mulher ao ver o grupo de amigos pergunta de onde eram,pois era raro alguém parar naquele posto nessa hora,pois o relógio já marcava 18:30,em pouco tempo a escuridão ia tomar conta da rodovia.Tom,foi o único que abriu a boca para responder a mulher,disse a ela que eram de Uberaba,a famosa cidade do boi Zebu.A mulher sorri de uma forma meio sem graça,pois somente Tom lhe respondera.Um grito  aterrorizado saiu do banheiro,todos correm até la para ver o que havia acontecido com Tim,Rafael é o primeiro a chegar,pois estava do lado de fora do mercadinho,quando chega até o banheiro,ele encontra Tim totalmente transtornado dizendo que uma aranha gigante pulou em sua perna.Em seguida chega Tom,Deb e Sara,Rafael conta para eles o que havia acontecido,todos caem na risada.


Continua? ou desisto pelo fato de ser um pessimo escritor?

5 comentários:

Luci Says:
14 de janeiro de 2011 16:01

Continua, vc é um ótimo escritor. O ue faz um bom escritor é a capacidade de prender o leitor e vc conseguiu me prender com uma linguagem simples em uma história interessante. Parabéns!

Kennedy Says:
15 de janeiro de 2011 05:25

Obrigado....vou continuar intaum...

Diário Says:
17 de janeiro de 2011 15:37

Continue... quero saber como essa viagem termina!!!!!!Vc escreve bem!!!! bye... Estarei sempre por aqui para prestigiar seu blog, ler suas histórias e marcar presença!!! Meu blog: www.diarios-do-anjo.blogspot.com

Kennedy Says:
17 de janeiro de 2011 15:43

agora eu continuo..obrigado pela visita!

Confissões Says:
18 de janeiro de 2011 03:00

ta de parabens, vc tem talento

segue de volta se puder
http://desabafodeumalunatica.blogspot.com/

Postar um comentário

Obrigado pelo comentario!!!