Uma viagem sem volta parte 2

| segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 | |
Depois do ocorrido, todos voltam ao mercadinho para terminarem as compras.Pegam as coisas para a viagem,e vão saindo um a um daquele lugar,o ultimo a sair foi Tom,ao passar pela porta,a mulher do balcão disse para ele ter cuidado na estrada,mas nem dá atenção para o que aquela mulher murmurava,imediatamente entra no carro,mas não comenta nada com os amigos.
De volta a estrada,mas dessa vez quem assumi o volante do carro é Tom.A estrada estava muito escura,Tim comenta com os amigos que desde que eles estavam na estrada não viu nenhum outro carro,Tom disse a ele para deixar de paranóia,pois aquela estrada não  era muito usada por motoristas,pois era muito ruim,com muitos buracos."Ohhhh meu Deus foi o que Sara disse quando um caminhão vinha  na direcção do carro deles,Tom desvia-se daquele caminhão,perdendo o controle do carro,indo parar no canteiro da estrada.Foi um grande susto,mas felizmente todos estão bem,mas o carro estava muito danificado,e não queria funcionar.Agora todos estavam em uma estrada escura,no meio do nada,não se via nenhum outro carro na estrada para ajuda-los.Deb se desespera,começa a chorar,ficar histérica,Tom dá um abraço nela,e pede para que ela fica calma,que tudo ia dar certo.Sara,Tim e Rafael dizem que há alguns Kilometros atraz,notaram uma casebre do lado da estrada,mas somente Rafael e Sara  teem a ideia de ir até lá,para pedir ajuda.
Enquanto Deb,Tom e Tim ficam próximos ao carro,Sara e Rafael vão caminhando pela aquela estrada  silenciosa,e nenhum dois dois dizia palavra alguma.Depois de 40 minutos caminhando silenciosamente,Sara pergunta a Rafael se ele tem isqueiro,em um gesto brusco ele entrega a moça uma caixa de fosforo,mas não diz nada.Sara acende um baseado,oferece a Rafael,mas ele recusa,apesar de ser um galinha,não usava drogas.
Finalmente chegam ao casebre,mas notam que parece estar abandonado,estava muito escuro la dentro,mas Sara surpreende Rafael,entrando ligeiramente porta a dentro daquele lugar estranho,Ele segue logo atrás de Sara, como estava muito escuro,ele acende um fosforo,e leva um grande susto ao ver muito sangue naquele lugar,Sara estava estática olhando para as figuras que aquele sangue formava nas paredes e no chão.Algo faz um barulho de  uma porta se fechando,Rafael pergunta se tem alguém na casa,e diz que ele e seus amigos   sofreram um acidente e que precisavam de ajuda,mas só obteve o silencio como resposta.Ele vai até outro cómodo daquele lugar,quando escuta um grito estridente de Sara,correndo até lá,pergunta a Sara o que tinha  acontecido,ela diz que um homem tentou enforca-la,mas quando ela gritou ele havia desaparecido.
Os dois resolvem sair daquele lugar,quando...

8 comentários:

Nathacha Says:
18 de janeiro de 2011 04:19

Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
http://medicinepractises.blogspot.com/

Kennedy Says:
18 de janeiro de 2011 05:44

Obrigado Nath por seguir meus blogs,já estou seguindo o seu..bjs

Gustavo Pinheiro Says:
18 de janeiro de 2011 13:40

bacana os textos li os dois ultimos postados, parabéns, muito bem escrito e com uma coesão particular. Seguindo!

Gustavo Pinheiro Says:
18 de janeiro de 2011 13:40

meu blog http://aexpressaosingular.blogspot.com

Kennedy Says:
18 de janeiro de 2011 13:47

Obrigado pela visita,vou continuar intaum.abraço!

Confissões Says:
18 de janeiro de 2011 14:44

Meus parabens, vc escreve muiito bem

☆Anjo☆ Says:
20 de janeiro de 2011 05:37

Quando...????? Ahhhh eu tô muito curiosa!!!!!!!!! rsrsrsrsrsrsrs não demore a postar!!!!! beijinhus

Kennedy Says:
20 de janeiro de 2011 07:19

Desculpem a demora,é que escrevo esse conto baseado em relatos de amigos,e ultimamente não ando conversando com eles,mas ainda hoje prometo postar o resto desse conto...Obrigado por acompanhar.BJS

Postar um comentário

Obrigado pelo comentario!!!